Bilhete

Este blog é mais para mim que para ti. Pego um café virgem de açúcar ou adoçante, sento-me à meia-luz olhando uma janela imaginária para uma lua de prata, te convido a acompanhar minhas dicas de escrita – que aprendi e continuo aprendendo. Mas, sem alma, sem palavras. É sobre isso. Contar histórias que sempreContinuar lendo “Bilhete”